BLOG

Home > Blog > EMPRESAS E NEGÓCIOS > Após um ano difícil para as empresas,…
EMPRESAS E NEGÓCIOS FOMENTO COMERCIAL

Após um ano difícil para as empresas, fomento comercial tende a crescer em 2021.

Em um ano cheio de desafios, empresários e empresas tiveram que usar de sua criatividade para não perder o controle. Ainda assim, muitos não aguentaram os impactos que a Pandemia está causando na economia.
Muitas empresas tiveram que se reestruturar, tendo até que recorrer a empréstimos e vendas de ações. Entretanto, para o fomento comercial é diferente, quando uma empresa passar por problemas financeiros é aí que o fomento se fortalece vendendo seus serviços, atuando na compra de ativos.

Mas afinal, o que são ativos dentro de uma empresa de fomento?

Um ativo financeiro dentro do universo do fomento comercial de forma superficial são créditos que a empresa tem a receber de suas vendas mercantis a prazo. Desta forma o fomento atua como uma fonte alternativa de captação de recursos para as pequenas e médias empresas na compra desses recebíveis (duplicatas, cheques) antecipando esses valores a vista.

Uma vez adquirido esses ativos, ela assume o risco sobre os recebimentos dos títulos, desta forma garante tranquilidade tanto para a empresa quanto para o cliente, assegurando que o risco é focado na realização dos serviços e não na concessão do crédito.
Portanto, a disponibilidade de um capital de giro imediato garante um fluxo de caixa tranquilo possibilitando que as empresas consigam sobreviver a esses tempos difíceis de Pandemia, ou possam adquirir vantagens competitivas e mercadológicas.

A venda de crédito como alternativa para a sua empresa.
Uma vez que a sua empresa esteja passando por dificuldades ou em alguns casos queira aumentar seu capital para expandir, a utilização de um serviço de uma empresa do fomento comercial pode ser a melhor alternativa do mercado, afinal, entre pegar um empréstimo bancário e vender seus créditos, não fica muito difícil escolher não é mesmo?

Porque o fomento comercial tende a crescer em 2021?

De forma resumida, uma vez que as empresas estão passando por dificuldades financeiras, principalmente frente a esta pandemia causada pelo COVID 19, ações serão necessárias, e é nesse sentido que as Factoring, Securitizadoras, Fidc e ESC poderão sair na frente oferecendo uma opção para esses empresários.
Em nosso ponto de vista o índice de inadimplência das empresas tende a ficar mais a frente, visto que créditos tomados no período de 2020, tinham períodos de carências e esse efeito comece a ser sentido no final de 2021 início de 2022.
Apesar de já existirem sinais de alta da inadimplência a partir de abril de 2021, o Fomento Comercial tem se mantido cauleoso , atento porém prestativo no tocante a liberação de créditos a pequenas e medias empresas.

Mas atenção, esse artigo não é uma afirmação baseada em pesquisa mercadológica, e sim, uma visão de negócio otimista de nossos líderes que atuam a mais de 18 anos no fomento comercial. O Objetivo aqui foi trazer essa visão para que os nossos clientes do fomento se atentem as oportunidades que estão acontecendo.

Conte sempre com a Cobrafac apoiando seu setor de cobrança.

Assine nossa newsletter e não perca nada!

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DESTES ARTIGOS:

Mais em Cobrafac

Quais tipos de empresas mais utilizam os serviços de factoring?

Gestão de negócios em tempos de pandemia

Posso fazer a cobrança pelo whatsapp?

Indicadores de cobrança para sua empresa do fomento.

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *