BLOG

Home > Blog > EMPRESAS E NEGÓCIOS > Gestão de negócios em tempos de pandemia
EMPRESAS E NEGÓCIOS

Gestão de negócios em tempos de pandemia

Como a sua empresa está gerenciando os seus negócios em tempos de pandemia? Esse foi e ainda é, para a maioria das empresas, um período em que prevalece o cuidado com a saúde, tanto física, das pessoas que se relacionam direta e indiretamente com a empresas, quanto financeira. Pois além do impacto gigantesco na saúde da população, as consequências dessa pandemia afetam também a economia.

Negócios em tempos de pandemia exigem mudanças

É inegável que essa nova realidade exija uma mudança de paradigmas e adequações. Quanto a isso, não há dúvidas que as empresas precisam se reinventar, com novas estratégias e novos caminhos para contornar os desafios.

Que estratégias de gestão podem ser adotadas neste momento com as mudanças no consumo, na maneira de consumir e com a queda no movimento? Como as empresas devem se comportar?

Procurando mostrar algumas possibilidades de driblar as limitações e dificuldades que surgiram, relacionamos algumas diretrizes a serem seguidas e ideias que podem ajudar no seu negócio.

– Estruture o seu negócio

O primeiro passo é levantar as despesas, no mínimo, para os próximos três meses. Organize seus gastos com salários de funcionários, aluguel, contas e outros gastos do negócio.

Definir a prioridade de pagamento e o segundo passo. Fica mais fácil de entender quais ações precisam ser tomadas e quais impactos têm no negócio.

O terceiro passo é avaliar quais custos podem ser eliminados ou reduzidos e assim, diminuir as despesas.

– A hora é negociar e renegociar

Após uma análise e estruturação das finanças de sua empresa é hora de negociar: com fornecedores (para conseguir melhores condições e para dilatar prazos de pagamentos), serviços e outros.

Negociar dívidas com os bancos também é uma ótima oportunidade. Os cinco maiores bancos do país se comprometeram a renegociar taxas e prazos de dívidas, tanto para pessoas físicas quanto para pessoas jurídicas, foi o que anunciou a Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Em virtude da queda da taxa de juros, as empresas que já tinham financiamentos antigos terão oportunidade de renegociar essas dívidas com taxas mais baixas.

Isso implica em maior fôlego para o caixa da empresa, mantendo os compromissos com os parceiros de negócios, como também com os funcionários da empresa.

– Definir bons parceiros

Agora mais que nunca o ganha-ganha é a melhor opção. Se faz necessário ter um olhar mais atento a todo potencial positivo que as parcerias têm para os negócios e é preciso saber como agir. É preciso detectar parcerias rentáveis que já existem na empresa e buscar formas de aumentar os resultados para ambas. Outra opção é encontrar bons parceiros para ações que gerem resultados positivos. Então seguem algumas dicas:

– prezar pelo relacionamento com os fornecedores que já tem;

– olhar quem são seus clientes e o que eles fazem profissionalmente;

– avaliar como está seu relacionamento com seus clientes internos e externos;

– Informar-se sobre o que os meios digitais têm ofertado no seu ramo e em outros afins;

– ficar de olho no que a concorrência está fazendo, se inspirar e montar estratégias de entregar com melhores condições;

– estar atento que agora só cresce quem trabalha no modelo ganha-ganha;

– autoavaliar-se, descobrir suas habilidades e implementar outras capacitações, principalmente com apoio da tecnologia;

– fazer-se presente nas negociações entre a empresa – fornecedores e empresa – clientes.

– antecipe seus recebíveis com uma empresa de Factoring, Securitizadora ou um FIDC ao invés de tomar um empréstimo com um banco.

Ações e ideias para o seu negócio

O momento pede criatividade e visão estratégica. Para tanto, relacionamos algumas ideias que se adotadas, podem ajudar a garantir a sobrevivência do seu negócio durante esse período.

– Aposte nas vendas online e redes sociais;

– Focar no produto e/ou serviço mais rentável;

– Realizar ações e promoções para evitar perda de mercadorias de prazos mais curtos;

– Fazer entregas com frete grátis ou reduzido;

– Dê um plus aos seus clientes.

E por fim, em frente as diversas alterações ocorridas, a digitalização dos negócios é um ponto muito importante, pois é preciso ter um bom suporte de TI, isso ajudará a atender as novas demandas que o mercado traz e manter sua empresa atualizada com as inovações tecnológicas.

Esperamos que com essas dicas você tenha tido inspirações para gerenciar seus negócios em tempos de pandemia, continue acompanhando nosso blog e redes sociais para mais conteúdos sobre o fomento comercial
Siga-nos nas redes sociais: Instagram , Linkedin e Facebook

Assine nossa newsletter e não perca nada!

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DESTES ARTIGOS:

Mais em Cobrafac

Indicadores de cobrança para sua empresa do fomento.

5 gatilhos mentais para usar na cobrança

Vale a pena terceirizar cobrança de minha Factoring, Securitizadora, FIDC ou ESC?

Sua factoring está conseguindo recuperar os recebíveis?

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *